O homem não vive somente de pão; a História não tinha mesmo pão; ela não se alimentava se não de esqueletos agitados, por uma dança macabra de autômatos. Era necessário descobrir na História uma outra parte. Essa outra coisa, essa outra parte, eram as mentalidades\" Jacques Le Goff

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

FLORESTA AZUL - HISTÓRIA E MEMÓRIA

O homem precisa conhecer a história de sua cidade e os futuros moradores, filhos da terra ou migrantes, precisam saber que Floresta Azul - Bahia hoje, bela como está já passou por inúmeras dificuldades e quem a levantou foram os próprios moradores que confiaram no seu potencial, mostrando que além do cacau ainda tem muito mais a oferecer.

Os estudos da história de Floresta Azul – Bahia pode resultar em descobertas importantes e grandes contribuições, com novas possibilidades que poderão servir de base para uma maior compreensão dos fenômenos históricos, favorecendo o contato direto com dados empíricos de pesquisa e fatos concretos, reais, com a finalidade de mostrar o processo inicial para a emancipação do município de Floresta Azul - Bahia.

Nesse contexto serão trabalhados de forma precisa os personagens envolvidos nesse processo e que marcaram épocas, visando abordar fatos e acontecimentos considerados significativos, com o intuito de preservar a memória local e construir novos conhecimentos sobre o passado, tendo em vista uma maior compreensão da história local, utilizando de reflexões e estudos de “história” e “memória”.

O município de Floresta Azul, localizada em zona cacaueira da região sul da Bahia, emancipada em 23 de abril de 1962, quando se deu a primeira gestão política da nova cidade, sendo iniciada a organização das atividades administrativas do município, daí a necessidade da ação prática da pesquisa como reconhecimento do local (re) descobrimento da cidade cultivando sua história, florescendo a sua identidade.

O interesse pela temática da história local, decorreu da experiência desenvolvida como professores de História no município de Floresta Azul - Bahia, bem como pela convivência com uma comunidade que se encontra carente de dados históricos da mesma.

Cabe salientar que a motivação da escolha do tema “Floreta Azul: História e Memória” se devem a preocupação em preservar a biografia da cidade, resgatando a sua memória e a história dos grandes emancipadores que lutaram e gritaram para sua independência política.

O Objetivo geral é identificar os atores sociais envolvidos no processo de emancipação e desenvolvimento da cidade, favorecendo o acesso ao conhecimento de fatos históricos da mesma, através de interpretação da ação política realizada no local, são os objetivos traçados para o desenvolvimento da pesquisa, a qual será fundamentada por historiadores como Jacques Le Goff, Paul Thompson e Antonio Torres Montenegro.

Partindo do pressuposto de que tudo tem um ou mais objetivos considerados como específicos, o estudo irá trabalhar com os seguintes: Produzir documento da memória local; Identificar os atores sociais envolvidos no processo de emancipação e desenvolvimento da cidade; Favorecer o acesso ao conhecimento de fatos históricos da mesma, através de interpretação da ação política realizada no local e perceber em que tempo e espaço se deu o processo de emancipação com identificação dos seus autores sociais envolvidos e como cada um contribuiu para que esse fato histórico pudesse se consolidar.

Assim, não pode deixar de existir as hipóteses de tão nobre trabalho como: A necessidade de independência econômica e política influenciaram a emancipação política de Floresta Azul e se houve participação de populares no processo emancipatório e pós-emancipatório da cidade.

Trecho da Monografia de Genivaldo Pereira,Juscélia Sirqueira e Maria Socorro, intitulado

FLORESTA AZUL: HISTÓRIA E MEMÓRIA . PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO E SEUS PERSONAGENS - PUC-RIO.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

MINHA FLORESTA AZUL DE BELAS PAISAGENS

Se entendermos que conhecemos nossa memória pessoal somente do interior, e a memória coletiva do exterior, haverá, com efeito, entre uma e outra, um vivo contraste.

(HALBWACHS, 2004, p. 59)

A história de um povo tem início, presente e consequentemente futuro, não sendo diferente da história de uma cidade, que foi construída por pessoas que lutaram desbravadamente para a melhoria de um lugar e consequentemente dos seus habitantes. Foi assim que surgiu a história de Floresta Azul - Bahia, através de lutas constantes de moradores que não queriam que “esse lugar” continuasse como “lugarejo” e sim, como “cidade”.

Veja algumas paisagens da nossa cidade filmada no perímetro rural.Orgulho de uma cidade que faz jus ao seu nome.


video video video

PROJETO UMA VIAGEM NA HISTÓRIA - Floresta Azul - Para não deixar a história morrer.





















Foto do Arquivo de Genivaldo Foto tirada por Santino Varjão-Arquivo Pessoal

Foto tirada por Santino Varjão-Arquivo Pessoal











Foto dos arquivos de Sr. Enos


A P R E S E N T A Ç Ã O

O professor Genivaldo Pereira dos Santos, juntamente com os Alunos do Colégio Estadual Fred Gedeon, situado à Rua Wandick Badaró, 20 – Centro, Floresta Azul - Bahia, pretende desenvolver o PROJETO UMA VIAGEM PELA HISTÓRIA, cujo Tema é, FLORESTA AZUL – Para não deixar a história morrer com o objetivo de contar a História do município tendo como pano de fundo, os personagens que participaram e de que, alguma forma contribuiram para a emancipação e desenvolvimento da cidade, enfocando as principais atuações desses personagens nos seus aspectos e características geográficas, históricas e culturais. VIAJANDO PELA NOSSA HISTÓRIA e CONHECENDO ALGUNS DOS PERSONAGENS QUE VIVERAM EM CADA PERÍODO descobriremos, a cada visita, e a cada estudo a memória dos personagens que chegaram e que viviam no município com seus antepassados, heróis, patriotas – personagens da história, e outras tantas curiosidades que deram início a origem e formação da pequena Floresta Azul. Aprender a história do nosso país e a influência até mesmo de outros povos sobre ela é indispensável para que possamos preservar enaltecer e evoluir através desta poderosa arma que nos é permeada a cada dia, a cada passo da nossa história – O Conhecimento. Seja para dialeticamente concordarmos ou contestarmos sobre cada fato ou acontecimento vivido por cada um desses homens e mulheres da História.

INTRODUÇÃO

A origem do nome Floresta Azul, dado por Manoel Piloto ao imóvel adquirido por título em 1916, é bastante discutida. Uns afirmam ter sido o nome inspirado pela observação da mata fechada, enquanto outros o atribuem às baronesas em flor que cobriam o Rio Salgado. O certo é que Floresta Azul começou a surgir com a abertura da estrada Palestina-Itambé.

Mais tarde o povoado que pertencia ao município de Itabuna, foi elevada a condição de distrito com a emancipação de Ibicaraí; em 1953.

Em 1962 teve início o progresso de emancipação política e a 23 de abril do mesmo ano, foi sancionado pelo então governador Juracy Magalhães a Lei n.º 1686 elevando Floresta Azul à categoria de cidade.
Depois de administrar o povoado por quase 12 anos, a comunidade de Floresta Azul atribuiu democraticamente a Themístocles Alves de Matos o titulo de Prefeito Municipal. “Teta Matos” disputou a eleição diretamente com Abdias, sendo vitorioso por 121 votos. Trabalhou com uma equipe tarimbada, formada por Antonio Cardoso, Diotildes Fontes Martins, Erquires Celestino de Oliveira, Nair Moreira Gonçalves, D.Basilia Silva Oliveira (Dona Nina), que era responsável pela tesouraria, Edvaldo Néri, como contador e Vasconcelos, como o primeiro Secretário de Administração do Município.

Prefeitos de 1963 a 2008
Themístocles Alves de Matos – 1963 a 1967
Abdias Pedro dos Santos – 1967 a 1970
Raimundo Silva Cardoso – 1971 a 1972 – 1977 a 1982 – 1997 a 2000
Marcelino Guilherme de Santana – 1973 a 1977
Zely Teixeira de Carvalho – 1983 a 1986
Antonio José do Rosário – 1986 a 1988
Liete Carvalho de Farias – 1989 a 1992
Raimundo Sálvio – 2001 a 2004
Calos Amilton de Oliveira Santos – 1993 a 1996 e 2005 a 2008

JUSTIFICATIVA

Uma abordagem a partir de alguns questionamentos:

Quais os antecedentes do movimento emancipacionista no distrito de Floresta Azul e em que contexto se deu esse movimento?

Que agentes sociais de fato estavam envolvidos no processo de luta pela autonomia político-administrativa municipal e no período pós-emancipatório?

Que transformações políticas, econômicas e sociais vieram a ocorrer na sociedade florestense com a emancipação, tornando-se fundamentais para o desenvolvimento da cidade?

OBJETIVOS GERAIS

- Identificar os atores sociais envolvidos no processo de emancipação e desenvolvimento da cidade.

- Favorecer o acesso ao conhecimento de fatos históricos da mesma, através da interpretação da ação política realizada no local.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

- Descrever os principais personagens envolvidos na História de Floresta Azul e suas influências como atuantes no processo de construção do município;

- Identificar as principais contribuições que personalidades florestenses deram para o desenvolvimento e crescimento da cidade e o surgimento do Distrito de Santa Terezinha;

- Descrever os principais motivos que desencadearam a busca da emancipação política de Floresta Azul;

- Descrever fatos que marcaram a presença de grandes homens no cenário nacional, e em especial os nossos pracinhas José Bandeira e Heleno Magalhães;

CONTEÚDOS- FLORESTA AZUL – Para não deixar a história morrer.

1- Histórico da origem de Floresta Azul e as primeiras moradias.

Relato a respeito de como se efetuou a origem do município, abordando os principais personagens dessa época, bem como os interesses envolvidos.

2- Processo de Emancipação Política

Como ocorreu a Emancipação de Floresta Azul? Quais os envolvidos? Como tudo ocorreu?

3- Prefeitos de Floresta Azul

Relatar o nome dos principais prefeitos da história do município, fazendo uma abordagem do que cada um realizou no município para o desenvolvimento e crescimento político, social e econômico.

4- A Câmara de Vereadores e seus representantes.

Apontar os principais representantes do Legislativo, apontando as principais contribuições que os mesmos realizaram enquanto representantes legais do povo florestense.

5- Personagens que marcaram época

Pessoas que na história de Floresta Azul, contribuíram para o desenvolvimento e progresso da cidade. Suas participações e envolvimento na história do município.

6- Nossos antigos pracinhas

Citar o nome dos dois combatentes florestenses que representaram o município a nível nacional, enfocando suas participações e contribuições no Exército Nacional Brasileiro.

7- De Garrancho a Santa Terezinha

Descrever o histórico do Distrito de Santa Terezinha a respeito de informações de moradores e literatura na formação do município.

ENCAMINHAMENTOS

- Propor pesquisas, conversas, discussões e debates sobre o assunto em estudo, confrontando a participação e as idéias dos mesmos;

- Problematizar ou não questões relacionadas ao papel desempenhado por cada um dos personagens e fatos da nossa história;

- Incentivar a troca de informações através de painel aberto, exposições em grupos, pesquisas de campo, entrevistas, imagens e/ou vídeos, etc.;

- Confecção de painéis, cartazes, vídeos e informativos para a exposição do referido projeto.

FECHAMENTO DO PROJETO (CULMINÂNCIA):

Organização de UM MUSEU VIVO, ou seja, uma exposição com personagens, painéis, informativos, vídeos, imagens, etc., dos personagens apresentados no item conteúdos desse projeto, de forma a esclarecer da melhor forma possível a participação e/ou contribuição dos mesmos na condução da nossa história brasileira.