O homem não vive somente de pão; a História não tinha mesmo pão; ela não se alimentava se não de esqueletos agitados, por uma dança macabra de autômatos. Era necessário descobrir na História uma outra parte. Essa outra coisa, essa outra parte, eram as mentalidades\" Jacques Le Goff

segunda-feira, 25 de junho de 2012

O NEGRO E O BRANCO: UMA REALIDADE QUE DEVE SER FORTALECIDA. ENSINO MÉDIO.

 

http://adjalmifelix.blogspot.com.br/2010_12_23_archive.html
Acessado em 25.06.12 



http://scienceblogs.com.br/socialmente/2010/12/qual-e-o-boneco-bom-o-branco-ou-o-negro/
Acessado em 25.06.12


NEGROS - ADRIANA CALCANHOTO
O sol desbota as cores
O sol dá cor aos negros
O sol bate nos cheiros
O sol faz se deslocarem as sombras
A chuva cai sobre os telhados
Sobre as telhas
E dá sentido as goteiras
A chuva faz viverem as poças
E os negros recolhem as roupas
A música dos brancos é negra
A pele dos negros é negra
Os dentes dos negros são brancos
Os brancos são só brancos
Os negros são retintos
Os brancos têm culpa e castigo
E os negros têm os santos
Os negros na cozinha
Os brancos na sala
A valsa na camarinha
A salsa na senzala
A música dos brancos é negra
A pele dos negros é negra
Os dentes dos negros são brancos
Os brancos são só brancos
Os negros são azuis
Os brancos ficam vermelhos
E os negros não
Os negros ficam brancos de medo
Os negros são só negros
Os brancos são troianos
Os negros não são gregos
Os negros não são brancos
Os olhos dos negros são negros
Os olhos dos brancos podem ser negros
Os olhos, os zíperes, os pêlos
Os brancos, os negros e o desejo
A música dos brancos é negra
A pele dos negros é negra
Os dentes dos negros são brancos
A música dos brancos
A música dos pretos
A música da fala
A dança das ancas
O andar das mulatas
"O essa dona caminhando"
A música dos brancos é negra
Os dentes dos negros são brancos
A pele dos negros é negra
Lanço o meu olhar sobre o Brasil e não entendo nada

http://adriana-calcanhotto.musicas.mus.br/letras/87091/  
 Acessado em 25.06.12

Atividade : Grupos argumentarão:
1. Argumentem a respeito da letra da música de Adriana Calcanhoto fazendo um comparativo com a realidade atual em relação ao convívio NEGRO x BRANCO. Como poderemos construir essa história igualitária.

24 comentários:

Jô Jô hum AMor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joana Santana ' disse...

Grupo : JOana Santana , Jaciara , ISlana Cardoso , Hitalo Soares , Gisele , Giovana , GAbriel . - 1ºano A .

Negros – Adriana Calcanhoto
A música de Adriana Calcanhoto diz a respeito da realidade entre o negro e o branco ou seja faz uma comparação entre as duas raças. Uma das partes que nos chamou atenção foi:
“Os brancos têm culpa e castigo
E os negros têm os Santos
Os negros na cozinha
Os brancos os na sala
A valsa na camarinha
A salsa na senzala.”
Essa estrofe conta a realidade daqueles tempos passados não só do passado do nosso presente e quem sabe do nosso futuro hoje já existe uma lei que (descriminação) é crime , mas antes não existia.
Hoje em dia já não se tanto preconceito, mas existe ainda um número muito grande de negros que sofre descriminação por ser pobre, pela condição financeira, por ser feio, por ter cabelo ruim etc . Isso tudo é visto por olhares maliciosos.
E a música de Adriana Faz essa comparação entre negros e brancos daquela época que existia e existe ainda hoje nós devemos tentar construir uma história igualitária respeitando o próximo com direitos iguais porque todos são seres humanos independente da cor raça em todas as veias corre sangue .

Joana Santana ' disse...

http://joanassantana.blogspot.com.br/

LêehSouza ' disse...

A canção tem toda a característica anti-racismo! E dá para notar que ela,sabiamente,deprecia um pouco a condição física dos brancos,para salientar as vantagens em ser negro... Por exemplo,quando ela diz que o negro fica negro e os brancos avermelham. Genial a passagem em que ela cita que o sol desbota e dá cor aos negros, é bastante interessante. Ela em sua música defende integralmente os negros, pois eles são abundantemente alvos de racismo nessa sociedade crítica. Atualmente o convívio entre negros e brancos vêm sendo mais constantes, pois o racismo vem diminuindo gradualmente. Hoje, nós podemos dizer que a sociedade não está mais em seu tempo alto de racismo, a sociedade está de alguma forma vivendo de forma mais igualitárias entre negros e brancos.
“Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra.”
• Bob Marley
Argumento feito pelos alunos do 1º A
Grupo:
* Julia Neta
* Juliana
* Karolaine Vanessa
* Karoline
* Letícia Souza
* Louize
* Luan

Emilly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Emilly disse...

A letra da música fala dos negros e dos brancos e suas diferenças, tem parte que fala da senzala, e que naqueles tempos os negros serviam os brancos. Dar para entender que a música mistura as duas raças, quando fala que os negros tem dentes brancos e que a música dos brancos é negra, então fala que as duas raças tem que ter harmonia entre si, e não é o que acontece na vida real em alguns casos, mas em outros casos a harmonia do negro com o branco existe. A música fala do que os negros tem em comum com os brancos, como as cores dos seus dentes que são brancos. Então temos que entender que somos todos iguais, pois Deus nos fez a sua imagem e semelhança. Diga não ao preconceito! Preconceito é burrice!
Grupo:
Daiana
Daniel
Elísia
Emily Silva
Emilly Nascimento
Erick
Felipe

Joana Santana ' disse...

Grupo: Alisson , Amanda , Ana Lourdes , Angela , Christiane , Bruno, ana maria .
Negros e Brancos
A musica retrata a desigualdade entre os negros e brancos mesmo estando no tempo tão atualizado o preconceito consegue superar toda a atualidade e continua sendo um problema na sociedade.
A música fala de um convívio que há desigualdade entre negros e brancos.
No dias de hoje existe um pouco de preconceito, mas não tanto como na época da música, hoje existe uma lei que proibi o preconceito certo união entre pessoas aos poucos o preconceito esta se amenizando e o convívio entre negros e brancos estes sendo melhor e como a mesma igualdade. Hoje negro e branco mostram que tem a mesma capacidade de trabalho juntos e viver em união.

Joana Santana ' disse...

Equipe : Alfeu , Ana beatriz , Anderson , Bruno , Crisnatan , Thais e Thales .
África Brasileira – ForRuts .
Na sociedade Que vivemos o preconceito e tornou um habito freqüentes as pessoas são descriminadas pelo simples fato de ser negro, não terem uma boa posição social, cultural e financeira. A população tem uma visão erronia dos povos afros descendentes acreditam que são pessoas diferentes, indignas de confiança e respeito.
O preconceito é algo inaceitável que deve ser instinto, só assim viveremos em um mundo melhor, onde toda língua e nação toda saram e cor é um povo unido, cujo objetivo principal e viver em completa harmonia.
Vemos sempre na televisão, como é difícil a vida das pessoas que sofrem preconceito, as agressões sofridas o medo que sentem de voltarem a sair na rua, e a grande dificuldade de retomar a vida novamente. Isso tem que mudar! Devemos ser gentis e solidários independentes da cor da pele, porque somos todos iguais.

Joana Santana ' disse...

Equipe : Raquel , Roberto , Sara Lauren , Sara Regina , Suzana , Wlisses , Sávio.
1º ano A
Negros.
A música negros de Adriana Calcanhoto nos mostra a indiferença de negros e brancos fala que negros são retina e brancos são apenas brancos.
Pelo Fato de estarmos em pleno século XXI não era para existir preconceito, pois já estamos todos civilizados o suficiente para respeitarmos e valorizarmos as diferentes raças. Mas não e assim que acontecem brancos continuam querendo ser melhores que negros não sabendo eles que a época da escravatura acabou. Os brancos com todo seu preconceito não conseguem viver sem os negros e insiste em maltrata – los não em agressão física, mas em verbal onde palavra machuca mais que muitas pancadas. Os negros continuam em desvantagens seja no trabalho, na faculdade em qualquer meio social rica ou pobre existe o preconceito, mas nos podemos deixar isso acontecer somos todos iguais a o nosso Jesus morreu para salvar brancos e negros. Então o que estamos esperando para nos conscientizar? Que não importa a cor e sim o caráter.

stefanny larissa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
stefanny larissa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
stefanny larissa disse...

Grupo: Stefanny, Yara, Ruama, Mônica, Oliver, Murilo e Misael.
O preconceito histórico que envolve a realidade africana dentro do nosso país é costumeiramente disfarçado. O preconceito gera a exclusão social, ou seja, esse termo está relacionado com pessoas ou grupos desfavorecidos.
A música NEGROS-ADRIANA CALCANHOTO faz uma profunda comparação entre o branco e o negro. Ela nos convida a refletir e abre nossos olhos a respeito de todo preconceito que vivenciamos todos os dias de forma normal. Em comentários bobos ou até costumeiros o preconceito está infelizmente enraizado. O que falta em cada um de nós é cidadania e amor ao próximo. Precisamos mas do que logo agir para destruir esse tipo de visão errônea que nos odeia. O preconceito não é só falta de humanidade é CRIME. Então está mais do que na hora de deixarmos esse preconceito de lado e encararmos o fato de que a realidade do nosso Brasil é vergonhosa, mas se houver compaixão e comprometimento irá ser desconstruída.

RAFAEL disse...

Equipe : Mariana Pardinho, Rafael Sávio, Luana Almeida, Mirele, Naisa, Pablo Victor, Patrick

Negros-Adriana Calcanhoto
A musica de Adriana fala do convívio dos negros e dos brancos falando de suas diferenças e igualdades que até hoje continuam as mesmas. Apesar de suas igualdades os negros desde sempre eles vem sofrendo com o preconceito daqueles que se dizem "a raça pura" sua cor, seu cabelo, sua cultura se diferenciam dos brancos até mesmo seu palavreado, mas no final todos nos somos iguais e merecemos direitos iguais independente de cor, raça, cultura, ou até mesmo religião. Apesar de hoje em dia com toda esse modernismo a musica mesmo não sendo dos dias atuais ainda se adéqua a nossa realidade onde a cor é mais importante que é o caráter.

Vinicius Araújo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vinicius Araújo disse...

Afrodescendência. Sempre que citamos esse assunto as pessoas muitas vezes tentam maquiar as suas verdadeiras opiniões. É obvio que do tempo da escravatura para os anos atuais, mudanças gigantescas ocorreram, mas ainda não é o nosso objetivo final como símbolo de abolicionistas.
As pessoas mostram, principalmente em relação à mídia, que são á favor à quebra do preconceito, mas são contraditórios em seus atos.
Devemos deixar de lado a imagem de que o negro é inferior, que não é capaz de exercer tarefas, como por exemplo, presidir. A sua inteligência e capacidade é a mesma em relação às outras pessoas.
O negro sofreu muito, e conseguiu ultrapassar diversas barreiras. Eles deveriam ser intitulados de campões e não de impuros. Devemos reconhecer a nossa igualdade, temos o mesmo sangue e as mesmas células. Por que, então, separar as pessoas por coisas tão banais?
O que nos torna inválidos não é a nossa raça ou nossa cor, mas sim o nosso desinteresse em buscar o conhecimento.
Alunos: Lara Araujo, Larissa Nadine, Joana Jessica, Jully Anne, Katiane Santos, Kervin Lorran e Jessica Liliane. 8° A

junior disse...

Com o passar do tempo os negros passou a ter seus próprios direitos , mais não deixou de existir o preconceito que é uma coisa que não deveria existir , como diz na musica de
Adriana Calcanhoto .
A musica que os brancos es culta é negra ♫
Todos tem que ter o seu direito de fazer qualquer coisa a pessoa é livre pra fazer o que quiser.
Não basta ter o dia da consciência negra e as pessoas não respeitarem os negros pelo fato ser negro não quer dizer que ele é pior do que qualquer pessoas de outra cor .
“Vamos nos unir para a transformação
De uma pátria e um mundo sem discriminação
Na igualdade do ser para o bem de nossa nação”

Alunos do 1-B
*Péricles Barros
*Tainá Barros
*Daiane
*Caroline
*Kelvin

colle_monteiro disse...

Bom em alguns trechos nós vemos as diferenças entre brancos e negros e algumas dessas diferenças eram mais evidentes há um tempo atrás ainda hoje existe sim hoje pessoas preconceituosas e que usam essas diferenças que ocorriam no passado hoje.
Hoje em dia existe uma lei que deixa o negro a salvo de sofrer preconceito que virou crime de injuria racial.O que para nós humanos civilizados do século XXI essa lei é uma vergonha assim como a lei Maria Penha porque somos um pais que temos várias religiões então independentemente da religião seguida todas ensinam uma coisa:´´Amai ao proximo como a ti mesmo´´.Então se temos nosso credo por que discrimanar negros??
Autora:Nicolle Monteiro
Componentes:Géssica Natalia,Beatriz,Tatiane,Manoel Felipe

itana valadares disse...

A letra da musica de Adriana Calcanhoto nos faz refletir que não somos diferentes de ninguem , que os negros são igual a todos. Nos dias de hoje ouve sim algumas mudanças mais não muito diferente dos tempos antigos que os negros eram escravos e nao tinham direito a nada nem mesmo a se alimentar direito. os negros hoje ja tem direito a tudo a votar ,trabalhar e ter um trabalho digno igual a todos.
Não tendo muito racismo nos dias de hoje , os negros ainda se sentem ofendidos por algumas pessoas na sociedade e todos nos somos obra de deus não devemos humilhar ninguem pois somos todos iguais independentemente de sua cor ou origem ou ate mesmo seu valor financeiro..


Grupo: Jackeline,Carla Naiara e Maria Aparecida

Maurício Falcão disse...

A cantora retrata em sua música, que não há diferença nenhuma entre os negros e os brancos. Certamente não há diferença alguma, em sua musica ela diz: “A música dos brancos é negra” existem tantas pessoas que falando no popular “curtem” uma música que se refira aos negros e muitas vezes negam que não ouvem. Ela diz também que os brancos sem exceção, se exaltam e ficam vermelhos a qualquer momento, que nem a beleza do sol eles podem agüentar na pele. A cantora orgulha-se dos negros, temos certeza que isso não é da boca pra fora. Enfim, a respeito do mundo atual a realidade é que existem sim pessoas que discriminam e julgam seu próximo por causa de sua cor. Devemos um dia viver em um mundo de paz e amor e que certamente não haverá mais como distinguir o negro e o branco, pois todos nós sabemos que somos todos iguais, independente de raça, cor, idade ou sexo. É por essas é outras causas que o Brasil e também o mundo não evolui, tudo por causa do próprio homem, que invés de viver em paz e harmonia, vive julgando os outros pela cor de sua pele.


Componentes – 1°B

Alessandra
Ana Caroline
Maurício
Jondison
Fernando Jorge
Jonatan
Jéssica
Maieviny

Katiely Kat disse...

Grupo:Ane Caroline,Camila,Katiely,Rafaela Oliveira,Rafaela Souza,Thainá. 2°ano A.

A musica de Adriana Calcanhoto nos mostra a realidade que vivemos hoje o preconceito que os negros sofrem tanto pela historia que os brancos contam tanto pela desvalorização social,os negros não querem ser apenas objetos históricos querem respeito pela colaboração que deram ao que somos hoje não foi branco que sofreu para ser livre,ou para ser chamado de ser humano foram eles os negros.
Devemos esquecer a diferença e lembrar que hoje não ha negros,brancos ou indigenas no país atual,somos todos 'iguais' na diferença.

José Netto disse...

Grupo 2ºA: José Netto, Anderson Ferreira, Gilmar Cardoso, Pierre Augusto , Matheus Salustriano.

Negros- Adriana Calcanhoto
A músicas traz uma referencia comparativa entre os negros e os brancos.E isso fica bem claro em:
"A música dos brancos é negra
A pele dos negros é negra
Os dentes dos negros são brancos
Os brancos são só brancos"...
O principal objetivo da música é mostrar, a quem a ouve, que a diferença entre os negros e os brancos é, apenas, o racismo. Pois, negro e branco tem dentes; negro e branco tem olhos; negro e branco tem pernas, braços, enfim somos todos iguais...
E por que tal preconceito com os negros? Até onde eu sei quem é racista não sabe dar 3 motivos para explicar o racismo.
Quem, hoje, no Brasil, pode dizer que é branco? Brasileiro nato, principalmente nos dias de hoje, tem em seu "sangue" a mistura de várias raças.
Então para todos as pessoas negras e brancas, fica para vocês um aviso:
"Falamos diferente,
Pensamos diferente,
Mas numa coisa nós somos iguais..."

Isaac disse...

Grupo: Lucas Sodré, Isaac Cabral, Anderson Araújo, Ithalo Rocha, Lancelot . 2ª A

Esta música faz uma comparação entre a boa vida do branco e á vida sofrida do negro. Vendo vários lados da sociedade podemos ver sofrimento, pela parte do negro, trabalho, tendo assim em sua cabeça algo de lutar, persistir em seus dias.
Os brancos se acham superiores aos negros, mas os brancos assim como os negros sangram, também pode ter olhos negros e soam igual á eles. Os negros sempre fizeram o trabalho dos brancos e não foram valorizados muito pelo contrário foram vítimas de racismo e sofrem com isso até hoje esta é a dura realidade da nossa sociedade.
Em épocas não muito distante o preto sofria por fazer um trabalho duro, e não podia reclamar, algum tempo se passou e algumas coisas mudou algumas coisas, como á liberdade, não tendo como uma liberdade digna essa liberdade melhorou, Pretos sofreram muito isso é á dura realidade, mas eu acredito que a educação do brasileiro deve mudar, pois a cabeça de alguém é feita na infância!
Em uma passagem dá música que fala uma verdade é:
"Os negros na cozinha
Os brancos na sala"
E isso te faz pensar, será que o negro está no seu verdadeiro lugar ?

Isaac disse...

Grupo: Lucas Sodré, Isaac Cabral, Anderson Araújo, Ithalo Rocha, Lancelot . 2ª A

Esta música faz uma comparação entre a boa vida do branco e á vida sofrida do negro. Vendo vários lados da sociedade podemos ver sofrimento, pela parte do negro, trabalho, tendo assim em sua cabeça algo de lutar, persistir em seus dias.
Os brancos se acham superiores aos negros, mas os brancos assim como os negros sangram, também pode ter olhos negros e soam igual á eles. Os negros sempre fizeram o trabalho dos brancos e não foram valorizados muito pelo contrário foram vítimas de racismo e sofrem com isso até hoje esta é a dura realidade da nossa sociedade.
Em épocas não muito distante o preto sofria por fazer um trabalho duro, e não podia reclamar, algum tempo se passou e algumas coisas mudou algumas coisas, como á liberdade, não tendo como uma liberdade digna essa liberdade melhorou, Pretos sofreram muito isso é á dura realidade, mas eu acredito que a educação do brasileiro deve mudar, pois a cabeça de alguém é feita na infância!
Em uma passagem dá música que fala uma verdade é:
"Os negros na cozinha
Os brancos na sala"
E isso te faz pensar, será que o negro está no seu verdadeiro lugar ?

Denise Cerqueira disse...

Grupo: Laís Dieb e Denise Cerqueira. 2ªA
"O racismo é a tendência do pensamento, ou o modo de pensar, em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas” (Wikpédia). É um fenômeno que tem influencia sobre a humanidade desde a antiguidade, um dos exemplos foi a escravidão africana que acorreu muito antes do início do comércio de escravos com europeus na costa atlântica. Desde 700 d.C. Isso fica evidente na musica de Adriana Calcanhoto, "Negros", que relata que apesar da evolução ocorrida ao longo da historia, hoje ainda evidenciamos fatos bárbaros de racismo na nossa sociedade, apesar de sermos todos iguais. A diferença de cor ou raça não é capaz de distinguir o caráter de uma pessoa. Como diz Gabriel o Pensador: “O racismo é burrice, mas o mais burro não é o racista”.
É o que pensa que o racismo não existe
O pior cego é o que não quer ver
E o racismo está dentro de você"
A construção do caráter da sociedade se da com a cultura negra, uma cultura "emprestada" dos mulatos, num país totalmente diversificado vemos que as pessoas se importam mais com a cor da pele, uma coisa superficial que não define quem somos nem o que fazemos, brancos não tem uma própria herança, uma raiz, um "pé", no pais como os negros , os brancos tem cor , tem mais , não valorizam seus ancestrais. O povo não é de cor, é de raça e de fé, tem certeza das idéias e dos pensamentos, mas não sabe o como ser igualitário,o racismo é algo que foi construído por uma ideia de cor escura, na cabeça de branco sujo. Dizem pessoas negras são de cor, mas sãs o os brancos que nascem rosa , ficam vermelhos e morrem roxos. na sociedade em que a cor da pele é mais importante que o brilho dos olhos, nunca há paz.